Adufersa firma parceria com o Colégio CPP. Confira as vantagens

Adufersa firma parceria com o Colégio CPP. Confira as vantagens

A ADUFERSA firmou parceria com 0 Colégio Pequeno Príncipe (CPP), de Mossoró. A proposta comercial visa garantir benefícios para os associados e associadas que desejarem matricular seus filhos na instituição.

Caso o número de alunos matriculados seja de até 15 alunos o percentual de bônus na matricula será de 50%. Se o número chegar a 30 alunos, o bônus será de 100%. Confira todos os detalhes da proposta comercial CLICANDO AQUI 

 

 

 

Adufersa fortalece luta contra a aprovação da PEC 32 em Brasília

Adufersa fortalece luta contra a aprovação da PEC 32 em Brasília

A Adufersa vem participando da rodada de atos e manifestações em Brasília convocadas pelos ANDES/SN, na luta contra a aprovação da PEC 32, que regula a chamada reforma administrativa. A medida é uma das mais duras ações no sentido de desmantelar o funcionalismo público brasileiro, pois ataca a estabilidade do servidor e viabiliza práticas antidemocráticas e persecutórias no ambiente de trabalho. Ler mais

Nota de repúdio às ofensas de Gustavo negreiros contra professores e professoras de filosofia, história, geografia e sociologia

Nota de repúdio às ofensas de Gustavo negreiros contra professores e professoras de filosofia, história, geografia e sociologia

Quem tem medo das Ciências Humanas e da Filosofia? Tais disciplinas estão na base de formação universal de qualquer profissional e contribuem decisivamente para o desenvolvimento do pensamento crítico, democrático, plural e reflexivo essencial para a vida em sociedade, por isso assustam aos que fazem apologia à passividade e submissão irrefletida das pessoas que tais sujeitos pretendem manter como gados diante do abatedouro. Os insanos apologetas do totalitarismo irracional, misógino, racista, excludente e opressor temem estas disciplinas na formação escolar da juventude e das crianças, pois desejam manter o poder e opulência capitalista que segregam e matam milhões de pessoas para alimentarem cada vez mais o lucro doentio de uma elite opressora. Ler mais

Nota da DIRETORIA NACIONAL DO ANDES-SN em repúdio à fala de Gustavo negreiros

Nota da DIRETORIA NACIONAL DO ANDES-SN em repúdio à fala de Gustavo negreiros

A Diretoria Nacional do ANDES-SN repudia veementemente a fala do blogueiro Gustavo Negreiros, no Jornal das Seis da Rádio FM 96 do Rio Grande do Norte em 19 de Novembro de 2021, quando acusa o(a)s professore(a)s de História, Geografia, Ética, Filosofia e Sociologia, de representarem risco para crianças e adolescentes, com um nível de periculosidade superior à de um traficante.

Essa afirmação atinge diretamente o compromisso do(a)s professore(a)s com a produção e construção crítica do conhecimento. O obscurantismo da fala travestida de neutralidade colabora com a negação da ciência tão presente na política do governo federal que reverbera no atraso social em curso. A retórica se volta para todo processo educacional, que visto como contaminado ideologicamente é argumento para o seu desmantelamento do sistema público de educação essencial para o futuro de novas gerações.

Os ataques à educação fazem parte da agenda conservadora nos mais diferentes espaços da sociedade. O combate ao pensamento crítico caminha junto com uma plataforma reacionária no ensino das novas gerações e daqueles /daquelas que já se encontram em fase produtiva. E entre suas múltiplas expressões, a manutenção dos valores conservadores chega a ser mais importante que a integridade física de crianças e adolescentes.

Assim, por uma fala desprovida de qualquer fundamento, mas com a arrogância autoritária de “verdade”, própria do “lúmpen neofascista” que permeia diversas mentalidades perversas no Brasil de hoje, mais uma vez a categoria docente é atacada ao vivo e a cores. Dessa vez por um indivíduo que não tem nenhuma representação na comunidade acadêmica, científica, mas pela interferência em um instrumento de comunicação e diante da gravidade da declaração é necessária uma resposta como forma de repúdio e reação do movimento docente a esse facínora obscurantista.

Aí se revela mais um adepto dos ideais dantescos do Movimento Escola sem Partido, pois em três minutos de fala, ao adotar uma retórica difamatória, agride a inteligência e a extraordinária função pedagógica e educativa de professore(a)s, suscitando um método para eliminar essa “contaminação”. O viés persecutório que exala das palavras de Gustavo Negreiros ainda aparece quando caracteriza o INEP, as universidades federais, as estaduais, as escolas como “catequizadoras”. O rosário fascistóide de sua reza se completa com formulações maniqueístas entre “certo e errado”, como demonstração do arauto da verdade absoluta. Esse é o quadro do obscurantismo neoconservador que precisa ser repudiado por todas e todos que acreditam numa sociedade com justiça social e igualdade substancial.

Brasília(DF), 24 de novembro de 2021

Diretoria Nacional do ANDES-Sindicato Nacional

Assembleia da ADUFERSA aprova diretrizes para retomada das atividades presenciais dos cursos de graduação da Universidade

Assembleia da ADUFERSA aprova diretrizes para retomada das atividades presenciais dos cursos de graduação da Universidade

A Associação dos Docentes da Ufersa (Adufersa) realizou assembleia na manhã da última terça-feira (28) para, dentre outros temas, discutir e aprovar encaminhamentos ligados à retomada das atividades presenciais dos cursos de graduação da Universidade. O tema havia sido objeto de minuta de resolução apresentada pela Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD/UFERSA) à comunidade acadêmica.

A avaliação da categoria é de que o modelo de ensino remoto tem natureza emergencial e não permanente, e que, no atual estágio da pandemia, a Universidade deve viabilizar as condições necessárias a um retorno presencial seguro. A Assembleia decidiu que a ADUFERSA vai solicitar a retirada da minuta de pauta para que se realize uma discussão, a partir da instituição de um Comitê Permanente, sobre os protocolos necessários à retomada das atividades presenciais.

Os docentes definiram também um conjunto de diretrizes para a elaboração de uma nova proposta de regulamentação. Tais diretrizes serão encaminhadas à Administração Superior da UFERSA através de ofício e fundamentarão a atuação da ADUFERSA ao longo do processo de discussão e deliberação sobre o tema. São elas: Ler mais

ADUFERSA requer à Justiça indenização por dano moral coletivo em razão da conduta de Procurador da UFERSA

ADUFERSA requer à Justiça indenização por dano moral coletivo em razão da conduta de Procurador da UFERSA

A Associação dos Docentes da UFERSA ingressou, nesta sexta-feira (24/9), com ação na Justiça Federal, requerendo indenização por dano moral coletivo provocado pela conduta do Procurador-Chefe da Procuradoria Federal na UFERSA, Raimundo Márcio Ribeiro. A ação judicial faz referência a três episódios, nos quais o Procurador, nos termos da petição inicial, “proferiu comentários e ilações que extrapolam a razoabilidade e os próprios limites do exercício de sua profissão”. Ler mais

DESANIVERSÁRIO DE 1 ANO DA INTERVENÇÃO!

DESANIVERSÁRIO DE 1 ANO DA INTERVENÇÃO!

No dia 31 de agosto, a UFERSA sofreu um duro golpe contra a sua autonomia. O primeiro colocado nas eleições para a Reitoria não foi nomeado. Com isso, um projeto de desestruturação da nossa universidade foi posto em prática por aquela que não foi escolhida pela comunidade acadêmica. Dessa forma, um ano após a nomeação de uma Interventora, as entidades do movimento estudantil e sindical da UFERSA convocam todos para um ato de resistência em alusão ao um ano de intervenção.
Ler mais

ADUFERSA participa de atividades da Greve Geral contra a Reforma da Previdência

ADUFERSA participa de atividades da Greve Geral contra a Reforma da Previdência

A ADUFERSA participou na última quarta-feira (18) das atividades da Greve Geral Contra a Reforma Administrativa, em Mossoró. Pela manhã, a Diretoria se integrou ao ato unificado do funcionalismo público, que foi realizado na sede do INSS e depois seguiu em carreata com servidores e servidoras de diversas categorias até a sede do DETRAN, no terminal rodoviário de Mossoró.

O Secretário da ADUFERSA, professor José Domingues, destacou a importância da manifestação nacional, em especial por ser construída de forma unificada por trabalhadores e trabalhadoras das três esferas do serviço público – federal, estadual e municipal.

“A paralisação de hoje é muito importante para todo o conjunto do funcionalismo público, mas também para a sociedade. Nos últimos anos temos retrocedido muito nos direitos sociais e no acesso a coisas básicas, como alimentação. Nosso poder de compra caiu e é nítida a piora nas condições de vida de todos os brasileiros e brasileiras. Uma data como a de hoje é fundamental para mostrar que não aceitaremos esses ataques de braços cruzados”, avaliou Domingues.

A reforma administrativa – A PEC 32/2020, chamada de “Reforma Administrativa”, representa uma completa desestruturação do serviço público, possibilitando a terceirização ilimitada e a interferência política dos governos sobre o funcionamento do serviço público.